jovens-conservadores

Jovens estão mais conservadores

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Avon, em parceria com o Data Popular, chegou à terrível conclusão de que os jovens estão se tornando cada dia mais conservadores e tendo necessidade de controle sobre a outra pessoa.

        Foram entrevistados 2.046 jovens de todas as regiões do país, na faixa etária de 16 a 24 anos – sendo 1.029 mulheres e 1.017 homens e os dados foram assustadores.

        No que tange a vida sexual, de acordo com a pesquisa, 68% dos entrevistados alegam achar errado a mulher ir para a cama no primeiro encontro, outro dado é que 76% desses entrevistados ainda criticam as mulheres que têm vários ficantes.

        Esse cenário conservador não nasceu de uma dia para o outro, é claro.

        Para entendermos como nossos jovens conservadores têm tido a cabeça mais velha, precisamos analisar o tempo e a história e vermos de que forma os pais desses jovens pensam e foram criados, para aí percebermos de que forma eles tem educado esses jovens.

        Um ótimo exemplo para isso é a edição 45 da revista Playboy. Em 1979, a chamada de capa falava sobre qual a necessidade de colocar limites à liberdade da mulher, ou seja, quem lia a revista àquela época, hoje com 49 anos, cresceu acreditando que era função masculina dizer o que as mulheres podiam ou não fazer.

playboy faz com que nossos jovens sejam mais conservadores

Capa da edição 45 da Playboy de 1979.

        Automaticamente, são essas mesmas pessoas que estão educando ou participando ativamente das vidas de jovens no mundo todo.

        Essas ideias que temos acerca de sexualidade, papeis femininos e masculinos vem há muito mais tempo na sociedade do que imaginamos ou do que a Playboy prega.

        Desde a antiguidade, a mulher já era objeto de admiração e status para o cara, ou seja, quanto mais mulheres ele possuísse, mais admirado ele era pelo bando.

        Essas ideias de que as mulheres eram objetos masculinos e deviam seguir todo um padrão criado por eles, foram repetidas como mantras, mesmo com as mudanças pelas quais a sociedade passou.

        Apesar do movimento feminista vir lutando contra tudo isso nos últimos anos, percebemos com essa pesquisa que a luta ainda está longe de acabar.

        Aos poucos as mulheres vem conquistando seu lugar no mundo, ganhando mais direitos, aqueles que somente às igualam aos homens, mas o caminho é tortuoso justamente por alguns que ainda respondem pesquisas que trazem resultados absurdos como essa.

Outros dados

        Abaixo, segue alguns dos dados da pesquisa, que só comprovam de que forma os jovens vem se portando e exigindo comportamentos dos demais.

Relacionamentos

  • 40% das mulheres contam que o parceiro controla o que fazem, onde e com quem estão
  • 37% assumiu ter feito sexo com o parceiro sem camisinha por insistência dele
  • 33% delas já foram impedidas pelo parceiro de usar determinada roupa
  • 9% afirma já ter feito sexo obrigada quando não estavam com vontade

Vida social

  • 80% dos entrevistados dizem que mulheres não devem ficar bêbadas em festas ou baladas
  • 32% delas tiveram de excluir algum amigo do Facebook a pedido do parceiro
  • 28% afirmam ter sido proibidas de conversar com amigos virtualmente
  • 2% já foi ameaçada de cibervingança, ou seja, a divulgação de fotos ou vídeos íntimos
3990803956_99ed13768b_b

Mãos – A sensualidade está nas pequenas coisas

Porque uma mão bem cuidada pode fazer o imaginário masculino e feminino ir muito além

Visando apresentar para vocês alguns detalhes que podem ajudar muito na hora da sedução, mas que podem ser esquecidos por conta da simplicidade, iniciamos no mês retrasado uma série de postagens que falam das pequenas coisas que ajudam na hora de seduzir.

Anteriormente, já abordamos o sorriso como peça chave para abrir caminho ao conhecer uma pessoa, afinal, mais verdadeiro que ele, impossível.

Em outras postagens, falamos também sobre o poder fatal do olhar e sobre os cabelos, seus cortes e cores; detalhes que muitas vezes podem passar desapercebidos, porém, que são muito importantes.

Mas, hoje, trazemos uma postagem com um novo tema para a coluna “A sensualidade está nas pequenas coisas”: as mãos.

Afinal, entre cinco sentidos que desenvolvemos durante nossa infância e que irão nos acompanhar ao longo de nossa vida, o tato é o primeiro e mais importante a ser desenvolvido e o único que permanece ativo, mesmo depois que a visão e a audição começam a falhar.

Por exemplo, um bebê, ao colocar a mão na boca, aprende sobre temperatura, textura e umidade. Através do tato, aprende-se também as limitações de dores humana, como ao se tocar em um ferro quente ou levar um choque.

O tato é tão importante para a humanidade que até mesmo a tecnologia se rendeu a essa experiência sensorial: surge aí o touch screen e a utilização de eletrônicos com a ponta dos dedos.

hands

Necessário para o crescimento e desenvolvimento, a comunicação e aprendizado, o toque também é essencial para o conforto, autoestima e sim, para a sexualidade de cada ser humano.

Sexualidade?

Sim, afinal, um adulto tem cerca de 1,65 metro quadrado de pele, órgão sensitivo que responde imediatamente a qualquer toque como estímulo constante de alerta; seja ele positivo, como o estímulo sexual, ou negativo, como o estímulo de dor após um beliscão.

A isso, traçamos um paralelo direto do estímulo sexual do tato e a experiência sensitiva desse contato ao fetiche pelas mãos e dedos, uma vez que o toque ganha resignificações como paixão, prazer, carinho…

casal_sensual1A mão, em consequência o toque, é capaz de revelar e descobrir com simplicidade todas as zonas erógenas do corpo do parceiro ao demonstrar o desejo, a familiaridade com as curvas do corpo, a paixão, causando novas sensações, arrepios.

É ela quem segura o corpo do outro, passando a sensação de confiança e, mais que isso, a sensação de segurança em relação ao parceiro, de protecionismo parental do tipo que tínhamos com nossos pais na infância.

As mãos falam

A mão também pode dizer muito sobre uma pessoa: mãos fortes e calejadas, dão a sensação de uma pessoa trabalhadora, que luta para construir suas coisas.

Para o sexo feminino, mãos grandes também podem significar a força da pegada do parceiro, o tamanho do pênis, a intensidade que pode vir a ter o sexo entre os dois.

Em pesquisa, já foi comprovado que as mulheres se sentem mais seguras e desejam mais homens de mãos grandes e largas.

Já mãos menores e bem cuidadas demonstram uma pessoa cuidadosa, detalhista, que faz questão de ter tudo em ordem e organizado.

Muito associada às mulheres, a mão mais delicada passa a imagem de uma parceira mais feminina, daquelas que gostam de se cuidar, de ir ao salão fazer as unhas e passar creme hidratante nas mãos.

Esse estereótipo, ainda de acordo com a pesquisa, é mais comum no gosto masculino. Eles querem mulheres que se cuidem, isso é fato.

Resumindo

Desde nossa infância, as mãos são importantes para nosso desenvolvimento no mundo, seja por conta do paternalismo como até mesmo da própria individualidade.

Ao longo do desenvolvimento, as mãos ganham novo significância, seja sexual ou não, porém, não perdem os princípios básicos da infância, que é o contato com o próximo, a segurança e cuidado.

mentiras-masculinas

As mentiras que eles contam

O sexo masculino é conhecido pelas suas grandes mentiras, basta você saber quais são

        O que as mulheres mais reclamam quando estão em um relacionamento sério é as mentiras que seus parceiros contam para sair de alguma encrenca ou não precisar explicar todos os detalhes de algo que não vai os deixar em uma situação confortável.

        Geralmente eles se acham mais espertos que suas parceiras e, quando não é isso, simplesmente eles não querem ter de passar pelas famosas DR’s.

        Isso acaba atrapalhando o relacionamento dos dois. As mulheres ficam bravas e acabam discutindo muito mais, ficam inseguras, ciumentas e não sabem exatamente o que fazer para contornar a situação.

        É uma pena que a mulher, quando apaixonada, parece esquecer do tão famoso sexto sentido feminino e acaba por acreditar nas maiores balelas contadas por eles, o que as fazem sofrer mais ainda.

        Para evitar isso, hoje trazemos algumas das mais comuns mentiras contadas pelos homens para da próxima vez você saber entender o que seu parceiro realmente quis dizer com aquela balela.

1. Nunca tinha sentido isso antes ou você é a melhor com quem já fui para cama

        Depois do sexo, essa é uma das frases mais usadas por eles. Eles falam esse tipo de coisa justamente para que suas parceiras se sintam felizes, satisfeitas.

        Mexe com a autoestima da mulher, faz com que ela se sinta única e deseje cada vez mais ser melhor de cama, se esforce para dar e ter mais prazer.

2. Não é o que parece

        Essa é uma das mentiras mais bobas que eles podem dizer, afinal, geralmente ela vem acompanhada de alguma situação a qual eles não deveriam estar envolvidos.

        Aquele tipo de coisa quando você o encontra na rua com outra mulher e ele manda esse famoso “não é o que você está pensando”, mesmo sabendo que estava sim fazendo errado só pelo fato de não ter te contado que faria isso.

        É uma das mentiras mais bobas mesmo e a que dá mais encrenca.

3. Amanhã eu te ligo ou a gente se vê

        Essa é uma das mentiras que mais irritam as mulheres e são frequentes quando elas conhecem o cara no dia.

        Foi para a balada e conhece aquele gatinho, rolou o clima, passou o telefone e ele mandou, enquanto se despediam, o “amanhã eu te ligo”.

        Você já sabe que ele não vai ligar, certo? Pois é, essa é uma mentira cruel que faz com que as mulheres fiquem esperando certa ligação que nunca mais vai acontecer.

4. Fiquei sem dinheiro e, para piorar, meu celular ainda descarregou

        Quando eles somem de repente, não ligam mais, não atendem ao telefone, nem a convidam para sair, batata, será essa a desculpa mais usada.

        Outra mentira ruim para a mulherada, afinal, elas ficam esperando aquele telefone, o retorno ou que o cara tenha a mínima decência de avisar que vai chegar atrasado no encontro deles.

5. O problema não é você, sou eu

        A maneira que eles encontraram de amenizar o impacto da separação com desculpas do tipo estou confuso.

        Essa mentira é muito usada por conta do receio que eles tem do escândalo que a mulher possa dar quando disserem que querem terminar.

        Mas, pior que isso, ainda existem os que simplesmente desaparecem sem desculpas.

        Que outras mentiras vocês já ouviram? Conte-nos!

O sexo masculino é conhecido pelas suas grandes mentiras, basta você saber quais são

        O que as mulheres mais reclamam quando estão em um relacionamento sério é as mentiras que seus parceiros contam para sair de alguma encrenca ou não precisar explicar todos os detalhes de algo que não vai os deixar em uma situação confortável.

        Geralmente eles se acham mais espertos que suas parceiras e, quando não é isso, simplesmente eles não querem ter de passar pelas famosas DR’s.

        Isso acaba atrapalhando o relacionamento dos dois. As mulheres ficam bravas e acabam discutindo muito mais, ficam inseguras, ciumentas e não sabem exatamente o que fazer para contornar a situação.

        É uma pena que a mulher, quando apaixonada, parece esquecer do tão famoso sexto sentido feminino e acaba por acreditar nas maiores balelas contadas por eles, o que as fazem sofrer mais ainda.

        Para evitar isso, hoje trazemos algumas das mais comuns mentiras contadas pelos homens para da próxima vez você saber entender o que seu parceiro realmente quis dizer com aquela balela.

mentiras que os homens contam

1. Nunca tinha sentido isso antes ou você é a melhor com quem já fui para cama

        Depois do sexo, essa é uma das frases mais usadas por eles. Eles falam esse tipo de coisa justamente para que suas parceiras se sintam felizes, satisfeitas.

        Mexe com a autoestima da mulher, faz com que ela se sinta única e deseje cada vez mais ser melhor de cama, se esforce para dar e ter mais prazer.

2. Não é o que parece

        Essa é uma das mentiras mais bobas que eles podem dizer, afinal, geralmente ela vem acompanhada de alguma situação a qual eles não deveriam estar envolvidos.

        Aquele tipo de coisa quando você o encontra na rua com outra mulher e ele manda esse famoso “não é o que você está pensando”, mesmo sabendo que estava sim fazendo errado só pelo fato de não ter te contado que faria isso.

        É uma das mentiras mais bobas mesmo e a que dá mais encrenca.

3. Amanhã eu te ligo ou a gente se vê

        Essa é uma das mentiras que mais irritam as mulheres e são frequentes quando elas conhecem o cara no dia.

        Foi para a balada e conhece aquele gatinho, rolou o clima, passou o telefone e ele mandou, enquanto se despediam, o “amanhã eu te ligo”.

        Você já sabe que ele não vai ligar, certo? Pois é, essa é uma mentira cruel que faz com que as mulheres fiquem esperando certa ligação que nunca mais vai acontecer.

4. Fiquei sem dinheiro e, para piorar, meu celular ainda descarregou

        Quando eles somem de repente, não ligam mais, não atendem ao telefone, nem a convidam para sair, batata, será essa a desculpa mais usada.

        Outra mentira ruim para a mulherada, afinal, elas ficam esperando aquele telefone, o retorno ou que o cara tenha a mínima decência de avisar que vai chegar atrasado no encontro deles.

5. O problema não é você, sou eu

        A maneira que eles encontraram de amenizar o impacto da separação com desculpas do tipo estou confuso.

        Essa mentira é muito usada por conta do receio que eles tem do escândalo que a mulher possa dar quando disserem que querem terminar.

        Mas, pior que isso, ainda existem os que simplesmente desaparecem sem desculpas.

        Que outras mentiras vocês já ouviram? Conte-nos!

sexo-no-primeiro-encontro

Sexo no primeiro encontro

Por que julgar tanto as mulheres que deixam se entregar no primeiro encontro?

        Desde criança, somos levados a agir e pensar sob alguns modelos de relacionamento que encontram-se dentro da moral e dos bons costumes dos outros, seja dos pais caretas, do que vemos nos filmes, novelas e contos de fada ou então da imagem estereotipada que a religião vende.

        A sociedade machista e patriarcal estipulou: o homem deve trabalhar para trazer o alimento ao lar e suprir todas as necessidades da família; já a mulher deve ser responsável pela organização da casa e da vida dos filhos, de preferência sem trabalhar fora.

        Esse pensamento e estilo de vida está diretamente ligado a forma com que a mulher é vista dentro da sociedade, ou seja, como uma figura maternal, sensível, delicada e que precisa ser amada.

        Sexualmente falando, ela ainda não possui total liberdade para dizer o que quer e como gosta, quem dirá levantar a bandeira do sexo no primeiro encontro sem ser taxada sumariamente de biscate ou qualquer outro adjetivo negativo que de nada serve.

        Para resumir, o homem que vai para a cama no primeiro encontro é sempre o garanhão, o pegador, o cara que manja dos paranauê. Já a mulher que vai pra cama no primeiro encontro, é geralmente considerada vadia, daquelas que não servem para casar, porque, supostamente, não se dão o devido respeito, o devido valor.

        Mas, será que é isso mesmo?

        Nos últimos anos, o movimento feminista tem levantado algumas bandeiras e abrindo as portas para o diálogo sobre diversos assuntos que antes poderiam ser considerados tabus do universo feminino/masculino: essa é uma delas.

        Para as mulheres do nosso século, o empoderamento feminino e a atitude sexual está diretamente ligado à liberdade da mulher em relação ao seu corpo, e o mais importante, às suas vontades e necessidades.

        Afinal, vocês acham mesmo que somente homens gostam de sexo?

sexo no primeiro encontro para elas

        Não, não! Muito pelo contrário!

        O sexo é tão prazeroso para elas quanto para eles. É isso que às vezes não entra na cabeça dos homens, seja por conta de algumas formas de pensar que estereótipos moralistas colocaram em suas cabeças ou então por conta do medo que eles têm em relação às mulheres que demonstram atitude e poder sobre si mesmas.

        Uma vez que esses homens prezam pela noção de uma sociedade patriarcal e pela divisão de importância entre os sexos, eles se sentem diretamente intimidados pela imagem da mulher que toma as rédeas da situação.

        Para eles, parece que perderão todo o controle da situação e do relacionamento para a mulher, e isso, dentro do patriarcado, é terrível para a imagem de força e poder masculino.

        São eles que devem segurar as rédeas da situação, eles que devem dar a palavra final, eles que devem fazer sexo no primeiro encontro, eles que devem dar voz à sexualidade e necessidades sexuais; elas não.

sexo no primeiro encontro no sofá

        Outra questão que impera quando falamos desse assunto é que o instinto masculino diz que eles devem ser os predadores, conquistadores, e quando se deparam com essa mulher que, a seu ponto de vista, deixemos claro, seja fácil, ou seja, que durante o primeiro encontro já demonstrem intenção impensada de fazer sexo, acabam desanimando porque não tiveram o gostinho de conquistá-la.

        Ou seja, eles não veem problema em uma menina que fizer sexo no primeiro encontro, porém, isso deve estar diretamente atrelado a posição de conquista deles, não a vontade feminina de também querer transar.

        Quando eles percebem que a menina é “fácil” e que deve fazer sexo no primeiro encontro com todos, acabam desanimando e as taxando de biscates porque não se sentiram homens o bastante para conquistar e ser “somente dela”.

sexo no primeiro encontro

        Resumindo tudo que falamos, toda a questão de julgamento acerca do sexo no primeiro encontro, está diretamente ligado ao machismo e a visão patriarcal, além, é claro, do ego de cada homem que gosta de se sentir único, especial, garanhão, sem aceitar que a figura feminina que está consigo tenha suas próprias vontades.

namorar em tempos de vacas magras

Namorar em tempos de vacas magras é possível?

Nós temos a solução: confira algumas dicas para manter seu relacionamento mesmo que a grana falte

        Quem nunca passou por aquele momento em que as contas estão saindo mais caras que todo o dinheiro que se recebe; que por conta das dívidas, o seu telefone não para de tocar com cobrança; que o conteúdo da carteira não permite levar a namorada passear, quem dirá tomar um sorvete.

        A famosa fase das vacas magras, ou seja, aquela época em que você só pensa em economizar o pouco de dinheiro que tem para sobreviver o mês inteiro com sua parceira, sem que falte pelo menos comida e luz, ou seja, da forma menos humilhante possível.

         Despesas do cartão de crédito? Não foram pagas. Viagens e passeios caros? Já não acontecem mais? Presentes chiques o tempo todo? Muito menos.

        É inevitável, não é?!

Todos já passamos por essa fase, seja depois de ter perdido o emprego dos sonhos que pagava muito bem ou depois de uma batida no carro, que só de ativação do seguro você teve que gastar mais de seis mil reais.

        As contas ficam afetadas por conta da falta de grana para pagá-las, porém, há uma coisa que é muito mais prejudicada em um momento de vacas magras como esse: o relacionamento de vocês, que pode chegar a desandar de um jeito que não haverá volta se não souberem como lidar com a situação.

        Afinal, por conta da falta de grana, o casal passa a discutir um pouco mais diante de tanto estresse e cobranças, os dois se sentem intimidados por não conseguirem dinheiro nem mesmo para a própria subsistência, não trocam mais aqueles mimos para agradar o outro, nem mesmo fazem aqueles pequenos luxos em casal que dizem ser bom para o status do relacionamento.

Para as pessoas que acham que namorar é ter dinheiro para levar sua parceira ou parceiro no restaurante mais caro da cidade, pagar viagens para o exterior, e dar um presente por dia ao ano, essa fase de vacas magras pode parecer o fim do mundo para o relacionamento, mas, não o é, se vocês souberem como tirar de letra o momento.

O grande problema que afeta os casais de tal maneira até levar a um fim, é que por conta da falta de grana, eles acabam se acomodando dentro de casa, sem tentar fazer nada diferente e sair da rotina por acharem que tudo que tenha para se fazer, precisa de muito dinheiro.

Todos os leitores do Tevejo e do nosso parceiro, Camerahot, já estão cansados de saber e muito bem que a rotina é a responsável pelo término de um relacionamento. Ela sim pode acabar com seu namoro, não a falta de dinheiro.

Então, trouxemos aqui algumas soluções que podem tirar seu relacionamento da tão fadada rotina, mesmo que vocês estejam bem sem grana!

Casal-se-beijando-no-parque

1 – Tour pelos parques da cidade:

        A maioria das cidades tem parques lindos espalhados por toda sua extensão, com direito a muitas árvores, bichinhos, em sua maioria aquáticos, e uma longa área de grama para os famosos piqueniques.

Por conta da falta de tempo ou dá escolha de ir ao cinema num domingo de sol, poucas pessoas fazem proveito desse passeio natural e ao ar livre que a cidade tem a oferecer.

Além de perder o encanto que os parques em um dia de sol podem oferecer, as pessoas não veem como o passeio pode ser divertido e, ao mesmo tempo, muito mais em conta para quem está com a grana curta.

Além do contato com a natureza, muitos dos parques também oferecem museus dos mais variados temas com entrada livre, parquinhos e a famosa barraquinha de pipoca, que não vai passar dos cinco reais.

Vale a pena pesquisar no site da Prefeitura de sua cidade quais parques estão abertos para passeio.

vacas magras vá a lugares gratuitos

2 – Atrações gratuitas:

        Todas as cidades do Brasil, uma hora ou outra, oferece atrações gratuitas como forma de divulgar a cultura do local, seja através de shows em praça pública, exposições e performances e etc.

        Vale a pena conferir sempre a agenda de eventos da cidade e ficar de olho onde as principais atrações podem ser gratuitas ou com um valor simbólico de entrada, por um exemplo, as cinematecas, que oferecem sessões de cinema gratuitas ou com ingressos no valor de, no máximo, cinco reais.

        Não é difícil sair de casa sem ter muita grana! Basta ficar de olho na agenda de eventos de sua cidade e se programar para o passeio.

em tempos de vacas magras

3 – Sessão de cinema em casa:

        Se você ainda prefere ficar dentro de casa quando a grana está meio curta, por que não investir em uma sessão de cinema dentro de sua casa?

        Escolha com seu parceiro o filme que desejem ver, façam até uma lista de quais pretendem ver nos próximos dias. Comprem um pacote de pipoca, uma barra de chocolate e uma garrafa de refrigerante, isso tudo não sairá mais de quinze reais.

        Depois disso? Partiu para o abraço, aproveitem para ficar bem juntinhos, daquela forma que ficaram a primeira vez que foram ao cinema, e curtam a sessão.

Fantasias-sexuais-são-saudáveis-e-ajudam-a-apimentar-a-relação

4 – Sai da rotina com fantasias:

        Calma, você não precisará comprar fantasias e investir em roupas eróticas e sensuais.

Uma dica simples e gratuita para sair da rotina é entrar algum bate-papo online, tipo o Tevejo, para conversar com sua namorada e se prepararem para um sexo muito mais quente.

        Ali vocês podem interpretar papeis, brincarem com fantasias que gostariam de ter e, ainda fazer um esquenta daqueles para o sexo posterior.

diferença de idade no relacionamento

Será que a idade atrapalha o relacionamento?

  Quando nos apaixonamos por alguém, não escolhemos necessariamente a melhor pessoa ou a que vá fazer tudo por nós; o amor e o coração não seguem uma lógica racional quando se trata de se apaixonar, certo?

        Em um relacionamento existem ainda alguns tabus que podem atrapalhar o namoro e gerar somente problemas. Um deles, tão batido, é a famosa diferença de idade.

        Alguns não compreendem de que forma pode dar certo um relacionamento entre pessoas de idade tão diferentes, até mesmo por conta da vivência que uma delas tem a mais que a outra ou então o que cada idade busca naquele momento, porém, isso não deveria ser um problema.

        É necessário compreender o que a diferença de idade pode significar na vida a dois e está aí está o problema; se um dos dois não tiver amadurecido o suficiente para levar uma vida junto, não haverá harmonia no relacionamento.

        Afinal, cada idade passa por fases de descobrimento e fascínio diferente da outra, e nessa hora o mundo de um ou de outro pode se distanciar rapidamente.

        Aquele carinha novinho que não queria nada sério e você já queria casar…

        Aquela menina novinha que queria investir no trabalho e não queria nada muito sério…

        São diversas as situações que podem acabar com esse relacionamento, somente se vocês realmente estiverem em fases de amadurecimento diferentes. Caso contrário, esse relacionamento pode dar certo sim, tenha o resto da sociedade preconceito ou não.

        Se esse relacionamento tiver alguns dos valores essenciais, como o amor, amizade e desejo, independente do preconceito dará certo e é nisso que vocês tem que focar.

            E para provar isso, trouxemos alguns casos de pessoas famosas que se relacionaram ou estão em um relacionamento sério com alguém de idade bastante diferente.

marcelo-mallu em um relacionamento com diferença de idade

Mallu Magalhães e Marcelo Camelo

Um dos casos mais chocantes foi a cantora Mallu Magalhães que contava com 17 anos na época, começou a namorar com o vocalista do Los Hermanos, Marcelo Camelo, de 35 anos. Até hoje o casal está junto, comemorando quatro anos de namoro.

eddie murphy  relacionamento com diferença de idade

Eddie Murphy e Paige Butcher

Eddie Murphy nasceu em 1961 e sua namorada em 1979. E, por onde quer que ele passe com a amada, não desgruda um segundo. A aparência jovial do ator o favorece tanto, que quase não se nota a diferença de 18 anos com a modelo.

vanessa garbelli relacionamento

Vanessa Gerbelli e Gabriel Falcão

Vanessa Gerbelli e Gabriel Falcão assumiram publicamente, em fevereiro de 2014, que estão vivendo um romance. A diferença de idade entre os dois artistas é de 17 anos.

Demi-Moore-e-Sean-Friday-em-um-relacionamento

Demi Moore e Sean Friday

Ela não para! Demi Moore se divorciou de Ashton Kutcher em novembro de 2013. Mas a separação não parece ter ocorrido pelo fator idade. A modelo está com outro namorado, e bem mais novo do que ela. Eles tem 24 anos de diferença, ela está com 51 e Sean com 27.

francisco-cuoco-relacionamento

Francisco Cuoco e Thais Almeida

Francisco Cuoco, que tem 79 anos de idade, namora há dois anos a estilista Thais Rodrigues, de 26 anos. Eles têm uma diferença de 53 anos entre eles

justus relacionamento

Roberto Justus e Ana Paula Siebert

Roberto Justus, 58 anos, gosta mesmo de mulheres mais novas! Depois de ter sido casado com Ticiane Pinhero, 37 anos, o empresário engatou romance com uma advogada 33 anos mais jovem que ele! Ana Paula Siebert, seu novo affair, tem 25 anos

beyonce e jay z relacionamento

Beyoncé e Jay-Z

Beyoncé e Jay-Z não aparentam, mas têm 12 anos de diferença entre eles. O rapper tem 43 anos e Beyoncé, 31. Os dois têm uma filha, Blue Ivy Carter

O melhor da internet relacionado a sexo, comportamento e relacionamento.